Moda Excludente: Abercrombie & Fitch pra quem não tem tanquinho, nem teto.

O CEO da marca Abercrombie & Fitch, Mike Jeffries,  fez a seguinte (e infeliz) declaração sobre o público-alvo dos produtos da marca, alfinetando as pessoas que procuram roupas nas suas lojas e não encontram seu tamanho:

“Toda escola tem os adolescentes legais e populares, e os que não são tanto assim. E sinceramente, nós somos destes que queremos os bonitos, “cool”, que tem uma boa atitude e muitos amigos. Muita gente não serve em nossas roupas e não devem servir. Somos exclusivos? Com certeza!” 

Os gordinhos não gostaram NADA NADA dessa história…

Mesmo depois de 6 anos desde que esse depoimento foi dado, recentemente várias pessoas se revoltaram contra Mike e seu posicionamento nazista, criando campanhas nas redes sociais ridicularizando a A&F e trazendo à tona as verdades por trás da marca (Ex.: em vez de doar as roupas que são danificadas, elas são queimadas pra que pessoas pobres não sejam vistas usando – leia a matéria aqui). Ironizando, o americano Greg Karber encabeça um projeto de busca e doação de camisetas, moletons, calças e outras peças usadas da Abercrombie para pessoas sem-teto. Assista abaixo o vídeo (em inglês) com detalhes:

Também irritado com essa história toda,  Thiago Testa (que escreve no blog Weightless – e já apareceu aqui no Maoleskinecomentou num post o seu pé atrás antigo com a marca, contando a experiência de entrar numa das lojas quando fazia intercâmbio e uma das atendentes ter sido categórica gritando: “NÃO TEMOS ROUPAS PRA VOCÊ AQUI!” – sendo que ele nem tinha visitado a loja para comprar algo pra ele mesmo, e sim um presente. Chuta aí se algum dia ele voltou lá…

Fotos do tumblr 'Abercrombie Popular'
Fotos do tumblr ‘Abercrombie Popular’

E como no Brasil (Manaus não ficou imune) rolou um surto repentino de meninos usando as camisetas da marca, não demorou muito para que começassem a aparecer manifestações pela internet. Há alguns dias foi criado o tumblr Abercrombie Popular, que é o ‘primo brasileiro’ do projeto Fitch the Homeless, e no site (que já tem até fanpage), você vê fotos de moradores de rua usando as roupas da grife de um jeitinho bem brasileiro, cheio de ousadia e alegria ginga e bom-humor. Ironicamente, Mike Jeffries queria que suas roupas fossem vistas exclusivamente nos garotos populares, com barriga-tanquinho e sobrenome de respeito. Depois do que ele disse, o ‘popular’ que vai estampar a Abercrombie & Fitch vai ser seu maior pesadelo: gente com muito menos que uma barriga-tanquinho, uma casa, ensino médio completo ou até mesmo um sobrenome

Quer ajudar?

tumblr_mmroekoemA1sqdmkno1_1280

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s