Upcycling: Quanto tempo tem a vida útil da Moda?

Algumas tendências de moda duram meses, até anos. Pode ser que elas consigam ressuscitar depois de um longo e tenebroso inverno (como as pochetes e chinelos slide). Com a geração Y e a velocidade da difusão da informação, o consumo dessas tendências se tornou instantâneo, a ponto de transformar um “Jeans must-have desse verão” em um item meramente descartável, empilhado em tantos outros itens dentro do armário.

A Lei da Oferta e Procura acaba exigindo que as fábricas aumentem exponencialmente sua produção, lojas de varejo tenham peças novas no mostruário semanalmente e social medias das marcas em alerta constante aos desejos de consumo dos seus seguidores. Nesse ritmo frenético, um colapso com impacto econômico e ambiental seria nada além de previsível.

clothing-recyling
O que acontece com as sobras de tecido? E a tonelada de roupas que são fabricadas porém não são vendidas? Esse colapso te atinge de alguma forma? Você se importa?

Felizmente, os resultados catastróficos do capitalismo sem responsabilidade trouxeram à vanguarda do design uma solução inteligente e sustentável ao problema: a Moda não precisa ser linear (com um início, meio e fim). Se a produção começar a ser cíclica, a vida útil das matérias primas dura muito mais tempo, o que permite um processo de produção mais barato (e isso reverbera no bolso do consumidor final), além de minimizar o impacto do lixo a curtíssimo prazo.

Esse movimento chama-se Upcycling.

antesedepoisinsecta2
Upcycling brasileiro: A marca Insecta Shoes transforma tecidos descartados em estampas de calçados, com destaque para palmilhas 100% recicladas do próprio excedente têxtil e sola de borracha reaproveitada. Visite o site e apaixone-se!

Indo um pouco além da Reciclagem (que prevê a recuperação de um material para que seja reutilizado em um outro produto sem perder suas características técnicas), o Upcycling tem a missão de aproveitar resíduos que seriam descartados, mantendo a matéria prima como matéria prima, só que na construção de um produto completamente novo. Como exemplo clássico, o processo de reciclagem de garrafas pet transforma as garrafas usadas em novas garrafas plásticas. Já no caso do Upcycling, o objetivo é gerar novos produtos a partir de sobras, peças prontas reimaginadas com uma nova função, reinserindo-as no mercado de forma otimizada e com alto valor agregado.

picmonkey-collage
À La Garçonne: do brechó às passarelas

Um dos maiores nomes na moda brasileira, Alexandre Herchcovitch escancarou esse conceito no São Paulo Fashion Week ao unir-se à marca À La Garçonne de Fabio Souza, que era inicialmente um brechó. No DNA, tecidos vintage dos anos 1940 até os 90’s na composição das peças, jaquetas e alguns acessórios pintados à mão (o que torna o item uma peça única), bolsas feitas de lona reciclada e cuidado especial com o conforto. Tudo muito moderno apesar de ter uma base antiga.

No Amazonas, duas designers são expoentes no desenvolvimento de produtos de moda e decoração com materiais de descarte como couro de peixe, sementes e fibras naturais (veja o catálogo online de Rita Prossi), ferragens industriais, fios de borracha e madeira (conheça mais do exímio trabalho de Iuçana Mouco). Ambas já expuseram suas peças no SPFW e suas joias são internacionalmente reconhecidas pela minuciosidade, sustentabilidade e propagação da cultura amazônica através da junção de pedras e metais preciosos, iconografia indígena, processos como marchetaria e artesanato típico das comunidades ribeirinhas. Você já conhecia essas marcas regionais?picmonkey-collage3

Um dos preceitos mais importantes do Upcycling é o incentivo ao comércio local. Como o Amazonas não possui uma indústria têxtil, o descarte de tecidos e aviamentos é muito menor se comparado aos grandes centros produtores de moda. Em compensação, outros materiais e bens de consumo que iriam para o lixo ou ficariam entulhados em total desuso podem e devem ser reaproveitados de forma inteligente, através de energia renovável de baixo ou nenhum impacto ambiental e criatividade.

Seu dever de casa: Procure conhecer marcas que trabalham de forma cíclica (dentro e fora da cidade), a história por trás das peças (de moda ou não) e você nunca mais vai olhar para as suas coisas da mesma forma. Tudo se renova! Comece por você.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s